Mês: setembro 2018



Sintomas da depressão infantil

Artigo da psicóloga Mariana Caldeira Hugo

Dados apontam um aumento preocupante de depressão na infância e adolescência. Segundo a Organização mundial de saúde (OMS) cerca de 20% das crianças apresentam sintomas e no Brasil a média é entre 8 a 12% da população infanto-juvenil.
É um transtorno de humor capaz de comprometer o desenvolvimento da criança ou adolescente. Para muitos pais pode ser difícil a percepção pois os sintomas podem ser confundidos com comportamentos considerados inadequados como rebeldia ou desobediência.
A depressão nessa fase não se manifesta exclusivamente, de características como isolamento, sofrimento associado a desamparo ou perda do sentido da vida, mas surge também na forma de hiperatividade, agressividade, ingratidão, improdutividade.
Pode surgir a partir de uma situação traumática como a chegada de um irmãozinho, abuso sexual ou psicológico separação dos pais ou perda de alguém especial
Segue abaixo algumas características onde os pais e educadores devem estar atentos pois podem ser sintomas da depressão infantil:
– fobia escolar, desejo de não ir a escola, queda no rendimento escolar, perda de atenção;
– baixa auto-estima;
– isolamento, tristeza e choro com facilidade;
– irritabilidade, agressividade;
– alteração do sono, cansaço e esgotamento físico;
– pensamentos de morte/ suicídio.
E na adolescência podemos inserir ainda o uso de álcool e drogas.
Os pais e a escola tem papel fundamental como redobrar a atenção, ficando atento aos sintomas, acolhendo e encaminhando a um profissional para avaliação. Importante ainda tratarem a criança ou adolescente com seriedade e respeito, não desvalorizando ou desqualificando seus sentimentos.
O tratamento pode ser eficaz com acompanhamento psicológico e se necessário prescrição de medicamentos.

Comente aqui


Irmão de Beto Richa e mais quatro têm prisão convertida em preventiva

 O ex-secretário de estado do Paraná Pepe Richa, irmão do ex-governador Beto Richa, teve a prisão temporária convertida em preventiva na noite deste sábado (29). Com a decisão, Pepe Richa ficará detido por tempo indeterminado.

Governador do Paraná, Beto Richa, durante sabatina na Comissão de Constituição e Justiça de Luiz Edson Fachin, indicado pela presidenta Dilma Rousseff para ministro do STF (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Pela decisão do juiz federal substituto Paulo Sergio Ribeiro, da 23ª Vara Federal em Curitiba, mais quatro acusados na Operação Integração 2 tiveram a prisão temporária convertida em preventiva: Ivano Abdo, Elias Abdo Filho, Evandro Couto Vianna e Cláudio José Machado Soares.

O juiz prorrogou ainda em mais cinco dias a prisão temporária de três investigados na operação, que investiga denúncias de corrupção em contratos de pedágio de rodovias do Paraná concedidas à iniciativa privada: José Julião Terbai Jr., José Camilo Teixeira Carvalho e Ruy Sergio Giublin. Segundo o magistrado, a libertação imediata poderia acarretar o risco de destruição de provas. No mesmo despacho, o juiz mandou soltar três investigados por não os considerar protagonistas no esquema.

A Operação Integração faz parte da 55ª fase da Lava Jato. Na última quarta-feira (26), a Polícia Federal prendeu Pepe Richa e mais 14 investigados e cumpriu 73 mandados de busca e apreensão.

Um dos alvos da operação, o empresário Luiz Abi Antoun, primo do ex-governador, teve o pedido de prisão temporária revogado. Ele não chegou a ser detido porque está em viagem ao exterior.

Comente aqui


Debates e a reta final vão levar eleição para o 2º turno, diz Cida

A governadora Cida Borghetti disse na sexta-feira, 28, que os debates de TV e a reta final de campanha vão levar as eleições para o Governo do Paraná ao segundo turno. “Este debate da RIC foi muito importante porque, além de um horário bastante acessível, pudemos discutir as propostas de cada candidato. Os debates e a reta final de campanha, que aponta o considerável crescimento da nossa candidatura nas intenções de voto, levarão esta eleição ao segundo turno”, disse Cida Borghetti após a participação do debate entre os candidatos na RIC TV.

Segundo Cida Borghetti, os debates esclarecem dúvidas dos eleitores sobre o que cada candidato propõe em políticas públicas que possam atender as demandas da população em áreas como segurança pública e saúde. “Por exemplo, já estamos fazendo a integração das forças policiais, monitoramento da fronteira, ampliando o policiamento no campo, nas cidades, fortalecendo a patrulha escolar”.

“Temos que ampliar as patrulhas Maria da Penha, expandir o botão do pânico para atender mais mulheres vítimas de violência doméstica. Também temos que investir em infraestrutura, logística, gerar mais empregos, criar as oportunidade de qualificação profissional. Esses são os temas que interessam a população paranaense”, completou Cida Borghetti.

Combate à corrupção – A governadora disse ainda que varreu para fora do governo qualquer indício de corrupção. “Eu adotei o combate corrupção como premissa e prioridade de governo. Eu varri a corrupção para fora do governo quando criei a divisão do combate a este tipo de crime. O meu governo não compactua com qualquer indício de corrupção. Se houver qualquer suspeição sobre qualquer agente público, a exoneração é imediata”, disse.

Cida Borghett disse ainda que fortaleceu a Controladoria de Governo “que é a compliance do estado, que tem o poder de apurar todos os fatos, as denúncias que cheguem à divisão, com total autonomia”.

“Me coloco a frente da população com coragem. Quando comuniquei as empresas de pedágio que não vamos renovar os pedágios, que a justiça tarifária precisa prevalecer, no mínimo de 50% de redução da tarifa, foi um ato de coragem, por justiça à população. Já determinei que a Procuradoria Geral do Estado comunique à justiça do nosso pedido de suspensão dos contratos de pedágio no Paraná. Fazemos isso em respeito ao cidadão que não aguenta mais ser roubado”, completou.

Comente aqui


Haddad e Bolsonaro aparecem pela primeira vez em empate técnico

Os candidatos Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) aparecem pela primeira vez em situação de empate técnico, segundo pesquisa divulgada neste domingo (30). Se a eleição fosse hoje, Haddad contaria com 25,2% dos votos, enquanto Bolsonaro teria 28,2%. O levantamento foi realizado pelo Instituto MDA para a Confederação Nacional de Transportes (CNT) nos dias 27 e 28 (quinta e sexta-feira) com 2.002 entrevistados de 137 municípios em 25 estados.

O empate técnico ocorre porque a diferença entre os dois candidatos está dentro da margem de erro de 2,2 pontos para mais, ou para menos.

A pesquisa também mostra Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e Marina Silva nas posições seguintes, com respectivamente 9,4%, 7,3% e 2,6% – números que confirmam mais uma vez a situação de dificuldades para Marina e Alckmin, que não conseguiram estabelecer um diálogo com o eleitor. Já o candidato do PDT segue relativamente estabilizado na preferência do eleitorado, com um capital político que pode migrar para Haddad no segundo turno.

Na pesquisa anterior do MDA, de 17 de setembro, Ciro contava com 10,8%. Naquele momento, Bolsonaro liderava com os mesmos 28,2%, enquanto Haddad trazia 17,6%.

Segundo Turno

O levantamento também mostra que Bolsonaro perderia para Haddad no segundo turno. Haddad teria 42,7% da preferência do eleitorado, e Bolsonaro, 37,3%. Bolsonaro também perderia em eventual segundo turno para Marina e Ciro, e só ganharia de Alckmin. Informações da Rede Brasil Atual

Comente aqui


Jardim Tarumã recebe novo Centro Municipal de Educação Infantil

ordem.creche.taruma.VP

Informa o Ncom, que nesta sexta-feira (28), às 9 horas, os alunos do Jardim Tarumã participaram junto com o prefeito Marcelo Belinati da solenidade de assinatura da ordem de serviço para a construção do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) no Jardim Tarumã. O encontro foi na sede da Escola Municipal Suely Ideriha, localizada na Rua Araras, 135, no bairro Aeroporto, zona leste.

ordem.creche.taruma.V3Em um terreno com mais de 3,7 mil metros quadrados, localizado na Rua Sônia Maria Marenga García, s/n, será construído o CMEI modelo Proinfância Tipo 2. Com 890 metros quadrados de construção serão feitas seis salas de aula e multiuso para jogos, vídeos e atividades de artes; fraldário, lactário, refeitório, cozinha, lavanderia, banheiros adaptados para pessoas com deficiência, solário, pátio coberto, despensa e estacionamento para funcionários.

Segundo a secretária municipal de Educação, Maria Tereza de Moraes, a localidade necessita há tempos de uma unidade escolar para as crianças pequenas. “Este é um local que realmente necessita de um CMEI, porque na região existem algumas creches filantrópicas e um Centro Municipal de Educação Infantil, mas este está longe para os moradores do Jardim Tarumã. Por isso, a ideia é ampliar o atendimento às crianças com a construção desse novo prédio”, disse.

Ao todo, a obra custará R$ 2.090.569,08, sendo que R$ 1.267.584,72 são advindos do governo federal, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 822.984,36 são do município. A construtora responsável pelas obras será a  IMAI & Barreto Engenharia LTDA, de Londrina. Ela terá oito meses para finalizar o serviço. Com esta obra, 138 crianças de zero a 5 anos terão a oportunidade de estudar em um espaço novo. Haverá aulas em período integral para os alunos de zero a 3 anos e em período parcial para os estudantes de 4 a 5 anos.

ordem.creche.taruma.V2Durante a solenidade, o prefeito explicou que tem feito um esforço grande para valorizar a educação municipal em Londrina, dada a importância da mesma para o desenvolvimento da cidade. “Londrina tem uma notícia histórica: o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de Londrina cresceu quatro pontos e registrou a melhor marca, desde 2005, quando foi criado o índice e chegou a 6,8. Isso tudo graças aos esforços dos alunos, professores, supervisores, diretores e todos que trabalham na educação”, afirmou Marcelo.

Além desse CMEI,  o prefeito Marcelo Belinati já assinou outras três ordens de serviço para a construção de CMEIs, sendo um no Distrito de Lerroville (zona rural), outro no Jardim Belleville (norte) e outro no Residencial José Bastos de Almeida (sul). A Prefeitura de Londrina construirá sete CMEIs em Londrina, ainda este ano, sendo três na região norte, dois na sul, um no distrito de Lerroville e um na região leste. Para isso, também receberão novos CMEIs os bairros:Jardim Santa Cruz (norte), no Residencial Santa Clara (norte) e no Jardim Nova Esperança (sul).

Comente aqui


Alex Canziani comenta pesquisa do IBOPE

Alex Canziani ficou radiante com a recente pesquisa do Ibope, divulgada ontem (27), que o coloca com grande chance de conseguir uma das vagas do Senado. Pela pesquisa, o petebista está em constante crescimento. Começou com 9%, depois foi para 11% e agora atinge 14%, empatando tecnicamente na disputa da segunda vaga.

Os indecisos chegam a 44%. “Temos muito chão pela frente e estamos na luta, firmes e fortes!”, salienta o candidato, feliz pelo resultado.

Ele é o único do interior do Estado com chances reais de ganhar uma vaga, para a alegria das cidades.

 

Comente aqui


Datafolha aponta 2º turno em São Paulo, Minas, Rio e Pernambuco

Datafolha também divulgou nesta sexta-feira (28) pesquisas de intenção de voto em governadores de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco. O tucano João Doria está tecnicamente empatado com Paulo Skaf (MDB) em São Paulo. Vence por 25% a 22%, dentro da margem de erro.

O atual governador, Marcio França (PSB), apresenta curva ascendente de 10 pontos em um mês, indo de 4% para 14%. Luiz Marinho (PT) segue em quarto, com 5%, seguido por Major Costa e Silva (DC) 3% e Professora Lisete (Psol), 2%. Prof. Claudio Fernando (PMN), Lilian Miranda (PCO), Marcelo Candido (PDT), Rogerio Chequer (Novo), Rodrigo Tavares (PRTB) e Toninho Ferreira (PSTU) têm 1% cada um. Brancos/nulos chegam a 15%.

Em simulações de segundo turno, Skaf venceria Doria, 41% a 36%. O tucano supera Marcio França, 41% a 34%, que por sua vez perderia também de Skaf, 41% a 35%.

Em Minas, Antônio Anastasia (PSDB) aparece na frente com 33%, seguido por Fernando Pimentel (PT), com 24%. Pimentel disputa a reeleição. No pelotão de trás vêm Romeu Zema (Novo), com 9%, Adalclever Lopes (MDB) 4%, João Batista Mares Guia (Rede), Dirlene Marques (Psol) e Jordano Metalúrgico (PSTU), todos com 1%. Alexandre Flach (PCO) e Claudiney Dulim (Avante) zeraram.

Anastasia e Pimentel seguem estáveis em relação ao levantamento anterior (33% e 23%). O tucano supera o petista por 46% a 31% em simulação de segundo turno. A margem de erro é de 3 pontos, para mais ou para menos. É elevado o percentual dos que dizem que votarão branco ou nulo: 17%.

Eduardo Paes (DEM) está à frente no Rio, com 25%, seguido por Anthony Garotinho (PRP), com 15%, que teve sua candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral. Romário (Pode). Indio (PSD) tem 8%, Tarcísio Motta (Psol) 6%, Wilson Witzel (PSC) 4%, Marcia Tiburi (PT) 3%, Pedro Fernandes (PDT) 2%, Marcelo Trindade (Novo), André Monteiro (PRTB) e Luiz Eugenio (PCO), 1%. Dayse Oliveira (PSTU) não pontuou.

A pesquisa foi registrada e realizada antes da decisão do TSE de barrar a candidatura de Anthony Garotinho. Em segundo turno, Paes venceria Garotinho (46% a 25%) e Romário (44% a 32%).

Em Pernambuco, o Datafolha mostra na liderança o atual governador, Paulo Câmara (PSB), com 38%, seguido por Armando Monteiro (PTB), com 30%. Muito distantes vêm Julio Lossio (Rede) 3%, Maurício Rands (Pros) 3%, Dani Portela (Psol) 2%, Ana Patrícia Alves (PCO) e Simone Fontana (PSTU) 1%. Branco/nulo/nenhum chegam a 16%.

Paulo Câmara venceria Armando Monteiro em segundo turno por 43% a 38%, situação que configura, porém, empate técnico.

As pesquisas foram contratadas pelo jornal Folha de S.Paulo e  pela TV Globo.

Senado

Em São Paulo, Eduardo Suplicy (PT) tem 26%. Disputam a segunda vaga Mara Gabrilli (PSDB), com 17%, Mário Covas (Pode), 15% e Major Olimpio (PSL)m 14%. Maurren Maggi (PSB) tem 10%, Tripoli (PSDB) 9%, Cidinha (MDB) 5%, Jilmar Tatto (PT) 4%, Professora Silvia Ferraro (Psol) 3%, Marcelo Barbieri (MDB) 3%, Dra. Eliana Ferreira (PSTU) 2%, Antonio Neto (PDT) 2%, Diogo da Luz (Novo) 2%, Pedro Henrique de Cristo (Rede), Jair Andreoni (PRTB), Educador Daniel Cara (PSOL), Mancha (PSTU) e Kaled (DC) têm 1% e Nivaldo Orlandi (PCO) e Moira Lázaro Mandato Coletivo (Rede) não pontuaram.

No Rio, há um triplo empate técnico entre César Maia (DEM) 26%, Flávio Bolsonaro (PSL) 25% e o senador Lindbergh Farias (PT), 22%.

Em Minas, Dilma Rousseff (PT) segue com folga em primeiro com 28%, enquanto disputam a segunda vaga Rodrigo Pacheco (DEM) 17%, Jornalista Carlos Viana (PHS), 14% e Fábio Cherem (PDT), 11%.

Jabas Vasconcelos (MDB) lidera em Pernambuco, com 38%. O petista Humberto Costa já se consolida em segundo, com 34%, pela primeira vez superando Mendonça Filho (DEM), 27%, fora da margem de erro. Informações da Rede Brasil Atual 

Comente aqui


Datafolha: Bolsonaro tem 28% das intenções de voto; Haddad tem 22%

Informações da Agência Brasil 

 O Instituto Datafolha divulgou nesta sexta-feira (28)  nova pesquisa de intenções de voto para presidente da República. Jair Bolsonaro (PSL) aparece com 28% das intenções de voto na disputa presidencial. Fernando Haddad (PT) tem 22% e Ciro Gomes (PDT), 11%. Geraldo Alckmin (PSDB) está com 10% e Marina Silva (Rede) tem 5% das intenções registradas pelo levantamento.João Amoêdo (Novo) marca 3%. Henrique Meirelles (MDB) e Alvaro Dias (PODE) estão empatados com 2%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota) também estão empatados, com 1% cada. João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram.

Os votos brancos ou nulos somam 10%. Entre os ouvidos, 5% não sabem ou não responderam.

O levantamento ouviu 9 mil eleitores em 343 municípios, entre os dias 26 e 28 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S. Paulo e registrada na Justiça eleitoral com o número BR-08687/2018.

Comparação

Na comparação com a pesquisa do dia 20 de setembro, Jair Bolsonaro manteve os 28%, Fernando Haddad cresceu seis pontos percentuais (de 16% para 22%) e Ciro Gomes caiu de 13% para 11%.

Geraldo Alckmin oscilou de 9% para 10% e Marina Silva foi de 7% para 5%.

João Amoêdo manteve os 3%. Alvaro Dias oscilou de 3% para 2%. Henrique Meirelles manteve 2%. Cabo Daciolo, Guilherme Boulos e Vera Lúcia têm 1%. Eymael e João Goulart Filho não pontuaram nas duas pesquisas.

A proporção de eleitores que declara que pretende votar nulo ou em branco passou de 12% para 10% e o número de indecisos e não respondentes continuou em 5%.

Rejeição

Em relação à rejeição aos candidatos, Jair Bolsonaro é apontado por 46% dos eleitores que declararam que não votariam de “jeito nenhum” no candidato no primeiro turno. A rejeição a Haddad é 32%, enquanto a de Marina é de 28%.

A taxa de rejeição a Geraldo Alckmin continuou em 24% e a de Ciro Gomes, 21%.

Vera Lúcia ficou com 18%. Cabo Daciolo, Boulos e Eymael são rejeitados por 17% dos eleitores ouvidos. Henrique Meirelles têm taxa de rejeição de 16%, Alvaro Dias,15%, Amôedo, 14%, e João Goulart Filho, 14%.

Eleitores que rejeitam todos os candidatos somam 4% e aqueles que votariam em qualquer um, 2%.

Segundo turno

O Instituto Datafolha fez simulações de segundo turno entre os candidatos com as maiores pontuações.

Veja os resultados:

Ciro (42%) x Alckmin (36%)

Brancos e nulos: 19%

Não responderam: 3%
Alckmin (45%) x Bolsonaro (38%)

Brancos e nulos: 16%

Não responderam: 2%
Ciro (48%) x Bolsonaro (38%)

Brancos e nulos: 12%

Não responderam: 2%
Alckmin (39%) x Haddad (39%)

Brancos e nulos: 19%

Não responderam: 3%
Haddad (45%) x Bolsonaro (39%)

Brancos e nulos: 13%

Não responderam: 2%
Ciro (41%) x Haddad (35%)

Brancos e nulos: 21%

Não responderam: 3%

Comente aqui


Prefeitura de Londrina mantém equilíbrio nas contas

Informa o NCOM,  que a Prefeitura de Londrina apresentou, nesta sexta-feira (28), os dados orçamentários e financeiros do 2º quadrimestre do exercício de 2018. As informações foram apresentadas pelo controlador-geral do Município, Newton Hideki Tanimura, durante a audiência pública de prestação de contas, realizada na Câmara Municipal de Londrina.

A análise do segundo quadrimestre de 2018 apresentou um resultado orçamentário consolidado na ordem de R$ 13,5 milhões. Segundo o secretário de Fazenda, João Carlos Barbosa Perez, todos os índices de endividamento do município ficaram abaixo do limite legal, o que comprometeu 43,28% da receita corrente líquida com pessoal, e atendeu os gastos com saúde e educação, conforme estabelece a Constituição Federal.

Porém, embora o resultado seja positivo, até o final do ano, a Prefeitura tem uma série de despesas para executar. “Estamos trabalhando muito para encerrar o exercício com equilíbrio, conforme o estabelecido pela LRF. A revisão da Planta Genérica de Valores foi importante para contribuir com este equilíbrio e com um déficit que era histórico, entretanto faz-se necessário uma série de medidas para atingirmos este objetivo, as quais já estão sendo executadas”, explicou Perez.

Dentre as ações já implementadas está a revisão dos maiores contratos do município, a intensificação da cobrança do ISS e Habite-se, a intensificação da cobrança administrativa do IPTU e ISS, a suspensão do pagamento das coordenadorias e um trabalho intenso no sentido de controlar as horas-extras.

O chefe de gabinete, Marcos Urbaneja, ressaltou que os dados orçamentários e financeiros do2º quadrimestre do exercício de 2018 demonstraram que a Prefeitura está trabalhando para garantir o equilíbrio fiscal. “Estamos tomando todas as medidas para manter as contas equilibradas para que não falte nenhum serviço municipal”, avaliou.

Dados – Da previsão de arrecadação de receitas próprias (R$ 814.201.000,00), já foram arrecadados 55,15%, correspondente a R$ 449.012.085,03. As receitas próprias referem-se ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre Serviços de qualquer Natureza (ISS), Imposto de Renda Retido na Fonte, Imposto sobre a Transmissão Intervivos de Bens Imóveis (ITBI), Taxas e Contribuição de Melhoria.

Em relação à arrecadação de IPTU, com montante previsto de R$ 414.661.000,00, foram arrecadados 46,28%, o que equivale a R$ 191.923.985,45. Quanto ao ITBI, está prevista uma arrecadação de R$ 52.353.000,00, e o Município já recebeu 67,55% do valor, correspondentes a R$ 35.366.583,79. Quanto ao ISS, está prevista uma arrecadação de R$ 213.868.000,00, e o Município já recebeu 62,05% do valor, correspondentes a R$ 132.704.989,62.

As despesas com pessoal, no período de setembro de 2017 a agosto de 2018, foram na ordem de R$ 711.076.711,71. A quantia representa 43,28% da receita corrente líquida ajustada do Município, de R$ 1.643.106.453,46, cumprindo o limite estabelecido pela LRF, que é de 54% da receita.

No ano de 2018, o Município já aplicou em saúde o montante de R$ 172.980.335,44, ou 25,15% das receitas oriundas de impostos e transferências constitucionais. Índice este que superou o limite mínimo constitucional de 15%. As despesas referentes à manutenção e desenvolvimento da Educação somaram 25,37%, correspondendo a R$ 175.311.981,19, o limite constitucional de 25% deve ser atingido até o término do exercício.

Orçamento Criança – Durante a audiência pública, foram apresentados também dados referentes ao Orçamento Criança, que trata de parte do orçamento municipal destinada a metas qualitativas e quantitativas de atendimento à criança e ao adolescente.

O Relatório de Gestão dos Direitos da Criança e do Adolescente, referente à execução orçamentária do segundo quadrimestre de 2018, foi exibido na audiência. Foram investidos R$ 399.438.470,00, somando-se todos os órgãos, como as secretarias municipais de Governo, Educação, Cultura, Assistência Social, Políticas para as Mulheres, Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais de Londrina (Caapsml), Fundação de Esportes de Londrina (FEL) e Fundo Municipal de Saúde.

A audiência pública de prestação de contas atende as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que estabelece normas de finanças públicas. O relatório foi desenvolvido pela Controladoria-Geral do Município, com as secretarias municipais de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Tecnologia e Assistência Social.

Comente aqui


PF conclui que agressor contra Bolsonaro agiu sozinho

 O autor da facada que atingiu o candidatoà presidência pelo PSL Jair Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira agiu sozinho no dia do crime por motivação política. Essa é a conclusão do inquérito da Polícia Federal encaminhado hoje para o Tribunal de Justiça de Juiz de Fora (MG).“Ficou claro que o motivo [do atentado] era o inconformismo político do senhor Adélio com os projetos políticos do candidato. A conclusão é que no dia desse ato, Adélio agiu desacompanhado de qualquer pessoa, não contou com a participação de ninguém”, disse o delegado regional de Combate ao Crime Organizado em Minas Gerais, Rodrigo Morais Fernandes, responsável pelo caso.

O ataque contra Bolsonaro aconteceu no dia 6 deste mês, quando o candidato fazia campanha na região central de Juiz de Fora. Ele recebeu uma facada no abdômen em meio ao tumulto que se formou em volta dele no ato político. Adélio Bispo de Oliveira foi preso pela Polícia Militar e levado para a delegacia da PF na cidade mineira.

Adélio está preso em um presídio federal em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, para onde foi levado dia 8 deste mês, sob escolta da PF. A transferência de Juiz de Fora, em Minas Gerais, para Campo Grande foi determinada pela Justiça Federal.

Após seu depoimento na audiência de custódia, Adélio foi interrogado mais três vezes pela PF no presídio em Campo Grande (MS). Também foram analisados um laptop, quatro celulares e dois chips apreendidos com ele além de sua conta bancária, e-mails e postagens em redes sociais. “As contas em nome dele não possuem nenhuma movimentação atípica, os ganhos que estão nas suas contas se sustentam. Não tinha grandes gastos, vivia de forma simples”, disse Morais.

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi esfaqueado em um ato de campanha. PF confirmou que o suspeito de ter esfaqueado o Jair Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira, foi detido e conduzido para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora.
Adélio Bispo de Oliveira atacou o candidato Jair Bolsonaro com uma faca enrolada em uma folha de jornal- Reprodução redes sociais

Novo inquérito

Um novo inquérito foi aberto na última terça-feira (25) para investigar o autor confesso do ataque a faca contra Jair Bolsonaro com o objetivo de apurar fatos decorrentes das investigações realizadas até agora. Essa segunda investigação, que tem prazo de 30 dias prorrogáveis, tem por objetivo averiguar se Adélio teve alguma ajuda material ou no planejamento do atentado.

“Em razão do prazo legal, optamos por fazer uma cisão do procedimento. O inquérito concluído hoje  permite que ele seja denunciado pelo Ministério Público e continuamos a linha de investigação para verificar a participação de outra pessoa ou grupo envolvido”, explicou o delegado.

Adélio chegou em Juiz de Fora (MG) no dia 19 de agosto e trabalhou por quatro dias como garçom na cidade mineira. Antes havia trabalhado em um açougue e também em um restaurante de comida japonesa em Florianópolis, capital de Santa Catarina. De lá ele se deslocou de ônibus para São Paulo e depois Juiz de Fora.

A faca utilizada no crime teria sido adquirida ainda na capital catarinense. Ainda em Florianópolis, ele chegou a praticar aulas de tiro e relatou à PF que tinha o objetivo de comprar uma arma, mas desistiu em razão do custo e da burocracia.

“Ele diz que a arma de fogo seria adquirida para proteção pessoal. Ele se sentia ameaçado pois havia feito denúncia contra políticos em Uberaba [MG] e por isso queria adquirir a arma”, disse o delegado.

Crime planejado

Segundo Morais, Adélio teria começado a planejar o crime três dias antes, quando soube que Jair Bolsonaro estaria na cidade naquela data. Em um celular apreendido pela PF havia fotos de outdoors anunciando a chegada de candidato na cidade.

No dia 6, Adélio saiu da pousada onde estava hospedado com a faca embrulhada em uma folha de jornal escondida dentro do casaco e acompanhou a agenda do candidato durante todo o dia até o momento do atentado. Ele esteve presente inclusive no restaurante do hotel onde o candidato do PSL almoçou na ocasião.

Adélio deve ser ouvido novamente no segundo inquérito conduzido pela PF para apurar a participação de outras pessoas no crime. O candidato Jair Bolsonaro também deve ser ouvido neste inquérito.

Comente aqui