Autor: Zé Otávio



CMTU utiliza casos reais para chamar atenção para as mortes em acidentes

Informa o NCOM, que noventa pessoas morreram no trânsito em Londrina em 2016 e, entre os meses de janeiro e agosto deste ano, o número de óbitos chegou a 59.  Foi para chamar atenção ao índice de mortes e “dar cara” às estatísticas da violência viária que a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) levou ao ar, entre 19 e 23 de setembro, cinco vídeos com depoimentos reais de pessoas que foram vítimas ou tiveram familiares envolvidos em acidentes. As gravações foram publicadas durante a Semana Nacional do Trânsito na página da Prefeitura no Facebook, além de terem sido veiculadas durante a programação de uma emissora de TV local. Nos próximos dias, estarão disponíveis também no site da CMTU.

De acordo com Carlos Eduardo Ribeiro, coordenador de Educação da companhia, a ideia era alcançar quem assistisse de uma forma diferente, carregada de sensibilidade e emoção. “Alguns órgãos já trabalharam com esse tipo de abordagem, mas nossa intenção era produzir o material com gente daqui, dando identidade às estatísticas. Uma coisa é ter acesso a dados de incidentes, outra é conhecer o rosto, a voz e a dor de quem passou por esse tipo de situação. Saber que aquela história aconteceu  com o professor, o vizinho, o indivíduo que está  todos os dias no ônibus, por exemplo, muda a sua relação com os números”, afirmou.

Produção – A confecção dos vídeos envolveu diversas etapas e teve como idealizadora a coordenadoria de Educação no Trânsito da CMTU. O roteiro e a busca pelos personagens foram feitos pela companhia, enquanto as gravações e a edição do conteúdo tiveram a TV Tarobá como responsável. “Fizemos por meio de parceria. Para encontrar os depoentes, tivemos acesso a uma lista da Secretaria Municipal de Saúde com 40 nomes de pessoas que tinham se envolvido ou perdido parentes e amigos em acidentes viários. Por se tratar de assunto delicado e envolver bastante dor e sofrimento, somente cinco concordaram em participar do material. Na hora de ir para a frente das câmeras no estúdio, o número caiu para 2. Para fechar em cinco, precisamos ir atrás de outros casos”, contou Ribeiro.

O coordenador relatou que as filmagens tiveram muitos momentos de choro e comoção. Cada depoimento teve em torno de uma hora, mas por questões técnicas foi necessário reduzir o tamanho para cerca de um minuto e meio. Apesar disso, os vídeos tiveram grande repercussão entre os espectadores.  Juntos, os cinco depoimentos tiveram mais de 90 mil visualizações no Facebook e alcançaram aproximadamente 213 mil internautas. “Muita gente se sensibilizou com os relatos e certamente teve um tempo de reflexão sobre a epidemia de mortes que estamos vivendo no trânsito brasileiro. O país contabiliza, todos os anos, cerca de 50 mil óbitos nas ruas e avenidas das cidades. Esse cenário precisa mudar”, ressaltou Ribeiro.

Comente aqui


Liberada a cerveja nos estádios de futebol do Paraná

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), sancionou nesta segunda-feira (25) a lei que autoriza a venda e o consumo de cerveja e chope nos estádios e demais praças desportivas do Estado. A medida agora depende apenas da publicação em Diário Oficial para entrar em vigor. Ou seja, é bem possível que já haja comercialização na partida entre Londrina e CRB, na próxima sexta-feira (29), às 20h30, no Café.

De autoria de 11 deputados, incluindo o líder do governo na Assembleia Legislativa (AL), Luiz Cláudio Romanelli (PSB), o projeto 50/2017 foi aprovado em redação final no dia 30 de agosto pela AL, no entanto, seguia parado no jurídico da Casa Civil. De acordo com o texto, a liberação não inclui bebidas destiladas ou fermentadas. A comercialização nas arenas só poderá ser realizada em copos plásticos descartáveis, admitindo-se ainda o uso de copos promocionais de papel.

Ficará a cargo do responsável pela gestão do recinto definir os locais nos quais o consumo será permitido. A medida não se estende a pessoas menores de 18 anos. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê pena de dois a quatro anos de detenção, além de multa, para quem desrespeita esse disposto na legislação. “Estamos dando direito e cidadania a todos. Nossa lei é moderna, traz os dispositivos do Estatuto do Torcedor e foi muito debatida aqui. Acaba a venda clandestina e vamos ter um regramento muito mais claro, que facilita o controle”, comemorou Romanelli.

O substitutivo aprovado contém duas emendas, ambas do deputado Requião Filho (PMDB): uma exigindo que a venda ocorra somente em pontos fixos, definidos pelo administrador dos estádios ou praças desportivas, e outra segundo a qual 20% do total de cervejas vendidas deverá ser de origem artesanal, produzido por pequenas empresas estaduais. Os torcedores poderão adquirir os produtos desde a abertura dos portões até o término dos eventos. O Paraná segue o caminho de Bahia e Rio de Janeiro, unidades da federação que regulamentaram a questão. Com informações da Folha de Londrina. 
Comente aqui


800 empregos em Londrina em uma semana

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, em seu perfil no facebook, comemorou os mais de 800 empregos que foram gerados em Londrina com a inauguração do novo Muffato, instalado na avenida JK e a nova loja da rede ASSAÍ na Saul Elkind.

Disse o prefeito:  “Londrina avança e estamos trabalhando muito para simplificar e desburocratizar a prefeitura, tornando mais simples a abertura de empresas, para empreender e gerar empregos e renda na nossa cidade.
Sem falar que espaços como esses deixam a cidade mais bonita, iluminada, segura e bem cuidada, e são uma nova opção para as famílias”.

A foto foi extraída do perfil do prefeito no facebook e mostra ele na inauguração da nova loja do ASSAÍ, na última sexta-feira.

Comente aqui


Aldo se filia ao PSB na terça em ato no Congresso; candidatura a vice de Maia avança

 

Informa o jornalista Renato Rovai, que o ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Aldo Rebelo, que foi filiado por décadas ao PCdoB, se filiará ao PSB no dia 26, terça-feira, às 14h, no Salão Vermelho, da Câmara Federal, como você pode conferir no convite abaixo.

O blogue apurou também hoje que além da proximidade que desenvolveu com o vice-governador Márcio França, pesou na decisão do ex-ministro para a sua saída da legenda comunista, a solicitação de generais com que tem conversas frequentes.

Entre os civis, Aldo é atualmente o “homem de confiança” da elite das tropas, onde o Fora Temer se tornou quase unanimidade.

O seguinte recado já teria chegado a alguns parlamentares e ministros: Temer precisa deixar o governo para preservar o país.

A saída de Temer levaria Rodrigo Maia a assumir a presidência. E Aldo Rebelo vai ser a sugestão dos militares para vice presidente da República.

O governo Temer dificilmente resistirá com essa nova posição das casernas. Os militares não o aceitam mais como presidente.

Comente aqui


Prefeitura de Londrina reinicia castração de animais

Na manhã desta sexta-feira (22), o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, e o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, assinaram o termo aditivo ao contrato de prestação de serviço para procedimentos cirúrgicos, de esterilização e vacinação de cães e gatos.

O contrato terá validade até o dia 22 de setembro de 2018, podendo ser renovado por até 60 meses como preconiza a Lei de Licitações. Para o prefeito, essa ação é o início de uma nova política pública que se está implantando no município, visto que Londrina tem perto de 50 mil animais de rua.

“Além de ser uma questão de amor aos animais é também de saúde pública. O projeto de castração e de orientação aos proprietários é algo que daremos seguimento. Estamos pensando de forma planejada, para que Londrina construa a sua política pública nessa área”, disse o prefeito.

De acordo com Marcelo, os servidores da Prefeitura estão trabalhando na construção de projetos para um Centro de Bem-Estar Animal, Centro de Zoonoses, qualificando os guardas municipais para que eles além de fazerem seus serviços de Defesa Social, possam ser também agentes ambientais, de trânsito e de fiscalização aos maus-tratos animais, além de iniciativas que permitam o acompanhamento e o trabalho em conjunto com os cuidadores de animais e um local adequado e específico para o acolhimento dos animais que se perderam ou que foram abandonados.

Investimento – Para a execução dos serviços de castração, desvermifugação e chipagem de cães e gatos serão investidos R$ 202.500,00, advindos do Fundo Municipal de Saúde. Com esse valor será possível ofertar os serviços a cerca de mil animais. “Essa medida é de extrema importância, porque temos um grande número de cães e gatos de rua e sabemos que a castração é o meio mais eficaz e resolutivo para a diminuição da taxa de natalidade deles. Além disso, é uma maneira direta de combatermos zoonoses que, muitas vezes, são transmitidas aos seres humanos”, explicou o secretário municipal de Saúde.

A empresa contratada, através de licitação, é a clínica veterinária Clinicão, sendo que a coordenação e execução das ações são de responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS). Ela executará os serviços de acordo com o porte dos animais, que são classificados entre machos e fêmeas de até 15 quilos, de 15 a 30 e acima de 30 quilos.

Segundo o secretário de Saúde, o Programa Municipal de Castração ainda tem alguns animais cadastrados das duas primeiras fases iniciais. Estes serão atendidos prioritariamente, porém, nesta terceira etapa, o Município fará uma mescla entre as categorias atendidas pelo programa que são os beneficiários do Programa Bolsa Família, registrados na Secretaria Municipal de Assistência Social, os acumuladores de animais e as Organizações Não Governamentais (Ongs) de proteção animal regularmente instituídas.

Desta forma, as primeiras a serem atendidas serão as ONGs, seguidas pelos demais grupos. Isso porque, são elas que ainda têm o maior número de animais cadastrados. Desde o início do programa até o momento foram castrados 913 cães e gatos.

castração.animais.V4A vereadora e defensora dos animais, Daniele Ziober Sborgi, participou do evento e falou a respeito da importância da assinatura do termo aditivo. “A renovação deste programa é muito importante para as pessoas de baixa renda, para os acumuladores e ONGs, porque somente assim vamos controlar o número de animais abandonados na cidade e as taxas de natalidade deles. Chegando a um número gigantesco em Londrina e são ações como estas que temos que tomar”, explicou.

Estiveram presentes na solenidade o secretariado municipal, os vereadores Estevão da zona sul, Péricles Deliberador, Mário Takahashi, a médica veterinária e proprietária da Clinicão, Maiza Lopes de Menezes, representantes da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) SOS Vida Animal, entre outras entidades e sociedade civil. Fotos e texto do NCOM.

Comente aqui


Londrina comemora o Dia Mundial Sem Carro

Informa o NCOM,  que diversos países ao redor do mundo comemoram o Dia Mundial sem Carro nesta sexta-feira (22). Londrina segue a tendência global e, para celebrar a data, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) preparou um festival de atrações na Praça Nishinomiya, em frente ao Aeroporto. As atividades ocorrem das 7h30 às 17h e a programação inclui ações educativas e recreativas para crianças e adultos. O objetivo é contribuir para uma reflexão mais apurada sobre a dinâmica do trânsito, além de chamar atenção para o uso de soluções alternativas de mobilidade urbana, como o uso da bicicleta e do transporte coletivo.

Por causa do evento, o trânsito na avenida Santos Dumont será bloqueado na altura da praça, tanto no sentido bairro quanto em direção ao centro. Não será possível circular ou estacionar no entorno do local e o fluxo rumo ao Hospital Universitário (HU) será desviado para a rua Tenente João Maurício Medeiros, entre o estacionamento e o saguão do Aeroporto Governador José Richa. Já para quem segue no sentido oposto, a opção será acessar à direita, na rua De Pinedo, e depois à esquerda, na Sacadura Cabral. Para auxiliar os condutores, durante todo o dia agentes municipais farão a orientação e o monitoramento do trânsito na região.

dia.sem.carro.D2Atrações – Aberto a toda a população e com entrada gratuita, o 1º Festival Dia Mundial sem Carro vai ter distribuição de pipoca, algodão doce e água. A festa já tem confirmada a presença de cerca de 1000 crianças e adolescentes atendidos por instituição filantrópicas da cidade. O transporte deles à Nishinomiya será feito de graça por 14 ônibus das empresas TCGL, Londrisul, Garcia e Til.

A CMTU vai oferecer jogos lúdicos sobre segurança no trânsito, como tapete interativo, jogo da memória e roleta. Haverá ainda a entrega de materiais de orientação, a exposição das placas da campanha “Olhe e Sinalize” e a exibição de vídeos com depoimentos reais de pessoas que foram vítimas ou tiveram familiares envolvidos em acidentes.

A Secretaria Municipal de Educação disponibilizou caixas de giz colorido e a proposta é que o asfalto se transforme num grande mural com desenhos e frases sobre o trânsito. A ideia é que os convidados tenham um dia diferente, recheado de diversão, convivência e aprendizado. Segundo o coordenador de Educação da CMTU, Carlos Eduardo Ribeiro, o objetivo é que, após aprenderem mais sobre a dinâmica viária, as crianças e adolescentes soltem a imaginação. “Queremos proporcionar um momento de reflexão, que eles tragam para a via o entendimento singular de cada um sobre tudo o que for visto durante o evento”, destacou.

A Fundação de Esportes de Londrina (Fel) marca presença com atividades físicas, partidas de vôlei e bola queimada. A Guarda Municipal (GM) e a Polícia Militar (PM) atuam com dicas de segurança, enquanto a Polícia Rodoviária Federal faz a exposição de viaturas.

O Corpo de Bombeiros traz instruções de prevenção e combate a incêndios, enquanto o Sesc disponibiliza jogos de raciocínio. A Unimed vai abordar questões de saúde e alimentação e a Sorrifácil fala sobre cuidados bucais. Completam o rol de atrações os testes de visão e coordenação motora realizados pelo Sest/Senat, bem como as abordagens de representantes da Sanepar e da Copel.

Bloqueio viário – De acordo com o coordenador Carlos Eduardo Ribeiro, os desvios no trânsito durante Dia Mundial sem Carro foram pensados para, justamente, devolver ao pedestre espaços cada vez mais ocupados pelo asfalto nos médios e grandes centros urbanos. “O fechamento de um pequeno trecho em uma única via, hoje, é algo simbólico. Mas uma hora essa discussão precisa ser encarada de frente porque tem a ver com o tipo de cidade que estamos construindo para o futuro”, ressaltou.

Ribeiro explicou que, para priorizar o pedestre e o transporte coletivo ante ao número crescente de veículos nas ruas, alguns municípios ao redor do mundo adotam o rodízio de automóveis, outros implantam pedágios urbanos ou restringem as vias do centro somente para acesso a pé. “Ainda que timidamente, precisamos começar a refletir sobre isso. Por que nos tornamos tão dependentes dos carros? Vai chegar um momento em que não vai haver espaço para todo mundo”, alertou Ribeiro.

O Dia Mundial sem Carro foi criado na França e se espalhou para outros países a partir dos anos 2000. A data internacional tem por objetivo estimular a reflexão sobre os problemas causados pelos automóveis, como poluição e congestionamentos, propondo a diminuição do seu uso e a adoção de formas alternativas de transporte.

Comente aqui


Cármen Lúcia envia denúncia sobre Temer à Câmara dos Deputados

Informações de André Richter – Repórter da Agência Brasil

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, enviou na noite de hoje (21) à Câmara dos Deputados a segunda denúncia apresentada pelo então procurador-geral da República (PGR) Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer.

A formalidade foi feita para cumprir a decisão da Corte, que autorizou o envio por 10 votos a 1 em julgamento concluído nesta tarde.

A entrega coube ao diretor-geral do STF, Eduardo Toledo, que levou o documento à Secretaria-Geral da Mesa da Câmara.

No julgamento, os ministros seguiram entendimento do relator do caso, ministro Edson Fachin, no sentido de que cabe ao Supremo encaminhar a denúncia sobre o presidente diretamente à Câmara dos Deputados, sem fazer nenhum juízo sobre as acusações antes da deliberação da Casa sobre o prosseguimento do processo no Judiciário.

O entendimento do Supremo contraria pedido feito pela defesa de Temer, que pretendia suspender o envio da denúncia para esperar o término do procedimento investigatório, iniciado pela PGR, para apurar ilegalidades no acordo de delação da J&F, além da avaliação de que as acusações se referem a um período em que o presidente não estava no cargo, fato que poderia suspender o processo.

Tramitação

Com a chegada da denúncia, a Câmara dos Deputados deve fazer uma votação para decidir sobre a autorização prévia para prosseguimento do processo na Suprema Corte.

O Supremo não poderá analisar a questão antes do parecer da Câmara. De acordo com a Constituição, a denúncia apresentada contra Temer somente poderá ser analisada após a aceitação de 342 deputados, o equivalente a dois terços do número de parlamentares que compõem a Casa.

A autorização prévia para processar o presidente da República está prevista na Constituição. A regra está no Artigo 86: “Admitida a acusação contra o presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade”.

O prosseguimento da primeira denúncia apresentada pela PGR contra o presidente, pelo suposto crime de corrupção, não foi autorizado pela Câmara. A acusação estava baseada nas investigações iniciadas a partir do acordo de delação premiada de executivos da J&F.

Comente aqui


FENATTEL repudia processo de caducidade da Sercomtel

Nota da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações e Operadores de Mesas Telefônicas.

Mais uma vez, a ANATEL se coloca a serviço dos interesses de grandes transnacionais e atua em prol da concentração do capital no setor de telecomunicações, sem levar em conta os interesses públicos, sejam os da população da região de Londrina, sejam dos trabalhadores que edificaram a empresa que tem altos índices de qualidade, seja da própria gestão municipal.

É que o se verifica por conta do processo de caducidade da concessão dos serviços à SERCOMTEL, que agora tem prazo para apresentar sua defesa.

Só a pronta mobilização dos trabalhadores e da população de Londrina e região terá força para reverter mais essa manobra especulativa e conclamamos o MPT e o MPF a abrirem investigações contra a ANATEL acerca de quais
interesses estarão sendo atendidos com essa decisão do órgão.

A SERCOMTEL hoje gera 1000 empregos diretos e mais de 500 indiretos.

Em impostos para as administrações de Londrina, Estado e Federal, foram arrecadados mais de R$ 64.000.000,00. É uma das principais geradoras de ICMS no Estado do PR.

E segundo pesquisas da própria ANATEL, tem os consumidores mais
satisfeitos com os serviços, ao contrário das gigantes internacionais que tem sido campeãs de queixas e que são frequentemente beneficiadas pela Agência.

A FENATTEL que representa cerca de 1 milhão de trabalhadores do setor
no país, denuncia ainda que a eventual caducidade da concessão, levará ao fechamento de dezenas de fornecedoras locais, que desempregarão profissionais
em efeito cascata. As grandes não privilegiam fornecedores locais e não tem qualquer compromisso social.

O fechamento de uma empresa de referência retira seus profissionais do mercado consumidor local, afetando diretamente o comércio em todos os ramos, portanto fere os interesses de toda população de Londrina e região.

A SERCOMTEL é ainda um polo de desenvolvimento tecnológico na
região que será igualmente golpeado. Esses desenvolvedores de inovações ajudam na cobertura de 257 mil acessos fixos, 71 mil móveis e 118 mil de banda larga.

A FENATTEL enviará essa NOTA de REPÚDIO a toda bancada federal do
estado do PR, na Câmara e Senado, aos órgãos de imprensa e à população.

É preciso colocar um freio na conduta dos burocratas da ANATEL, que a cada dia mais atuam, a exemplo do resto do desgoverno do país, em prol de interesses das transnacionais.

Não à Especulação!!

Em defesa da SERCOMTEL

Nenhum desemprego a mais.

A Diretoria da FENATTEL

Comente aqui


Prefeitura cria bosques de Árvores Brasileiras e do Mundo na área do Córrego Tucanos

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema), criou nesta quinta-feira (21), o Bosque de Árvores Brasileiras e Bosque de Árvores do Mundo, no fundo de vale do Córrego Tucanos, localizado na Rua Bélgica, entre as ruas Iugoslávia e União Soviética, na região sul de Londrina. As iniciativas integraram a semana de conscientização do “Dia da Árvore”, celebrado hoje, dia 21 de setembro.

No fundo de vale do Córrego Tucanos, houve plantio de mais de 50 mudas de árvores de biomas brasileiros e do mundo todo, conforme as características de cada espaço. As espécies  plantadas fora das Áreas de Preservação Permanente (APPs). Inicialmente, os bosques serão espaços preparados para receber a plantação e cultivo de espécies arbóreas nativas brasileiras e espécies exóticas, podendo ser frutíferas, floríferas, melíferas, entre outras, que irão contribuir para o equilíbrio da biodiversidade local. No decorrer do ano, a Prefeitura poderá fazer novas intervenções e adequações nos bosques, visando tornar o local mais atraente e com mais qualidade de vida à população.

De acordo com a gerente de Áreas Verdes da Sema, Simone de Oliveira Fernandes Vecchiatti, a criação dos bosques faz parte da restauração ambiental do Córrego Tucanos, que pertence à bacia hidrográfica do Ribeirão Cambé.

Os trabalhos de plantio foram conduzidos pelos profissionais da Sema em  parceria do Rotary Alvorada, que está cedendo grande parte das mudas, e dos estudantes, professores e funcionários do Instituto de Educação Infantil e Juvenil (IEIJ), que ajudarão no plantio e, posteriormente, irão acompanhar e dar suporte aos cuidados para a manutenção do bosque. A limpeza e preparação do terreno está sendo feita com o apoio da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU).

No Bosque de Árvores Brasileiras, que possui 4.804,12 metros quadrados, e no Bosque de Árvores do Mundo, com 1.945,06 metros quadrados, as espécies serão identificadas com placas informativas, contendo o nome popular, o nome científico, a família a qual pertence e a região ou país de origem, servindo de suporte a atividades escolares de caráter ambiental, buscando integrar a teoria à prática. A formação dos bosques contemplará o plantio, calagem, adubação, além da identificação. Também inclui o plantio de plantas forrageiras para a cobertura e proteção do solo e embelezamento paisagístico.  Com informações do NCOM

 

Comente aqui


Texto-base de PEC aprovada em 2º turno na Câmara prevê fim de coligações em 2020

Após sucessivas tentativas de votação, o plenário da Câmara aprovou no final da noite de ontem (20), em segundo turno, a análise do texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 282/2016, que estabelece o fim das coligações partidárias nas eleições proporcionais a partir de 2020. Faltam votar três destaques antes da PEC seguir para o Senado.

No início da sessão, os deputados aprovaram destaque do PPS que propôs que o fim das coligações nas eleições proporcionais só ocorra a partir das eleições municipais de 2020, quando serão eleitos os vereadores. Com isso, as coligações ficam mantidas para as eleições de deputados federais e estaduais do ano que vem. O destaque foi aprovado por 384 votos contra 87 e quatro abstenções. Inicialmente, o texto da proposta estabelecia a mudança já nas próximas eleições, em 2018.

Nova sessão foi marcada para a concluir a análise do tema na próxima terça-feira (26). Para o sistema entrar em vigor nas próximas eleições, a PEC precisa ser votada pelo Senado e ser promulgada até o dia 7 de outubro, um ano antes das eleições de 2018.

Cláusula de desempenho

O texto já aprovado prevê a adoção de uma cláusula de desempenho para que os partidos só tenham acesso aos recursos do Fundo Partidário e ao tempo de propaganda na rádio e na TV se atingirem um patamar mínimo de candidatos eleitos em todo o país.

A cláusula de desempenho prevê que a partir de 2030 somente os partidos que obtiverem no mínimo 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço dos estados, terão direito aos recursos do Fundo Partidário. Para terem acesso ao benefício, os partidos também deverão ter elegido pelo menos 15 deputados federais distribuídos em pelo menos um terço dos estados.

O mesmo critério será adotado para definir o acesso dos partidos à propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. A mudança, no entanto, será gradual, começando pelo piso de 1,5% dos votos válidos e 9 deputados federais eleitos nas eleições de 2018; chegando a 2% e 11 deputados eleitos, em 2022; a 2,5% e 13 eleitos em 2026, até alcançar o índice permanente de 3% e 15 eleitos em 2030. Com informações da Agência Brasil. 

Comente aqui