Logo do Jornal ODiário.com
Bahr Baridades
05/01/2019 - 06h58 - visualizações

O porquê do ódio global contra o novo governo

Autor Bahr-Baridades
.

Para quem não sabe, ainda em 2016 a Receita Federal repassou R$ 16 bilhões que foram arrecadados dos nossos impostos, para nove entidades privadas do chamado Sistema S, como pagamento.

Uma auditoria no Senac do Rio de Janeiro apontou diversas irregularidades na gestão de Orlando Diniz, quando este era presidente da Fecomércio-RJ e também do Senac-RJ. Orlando era amigo e ex-vizinho do ex-governador Sérgio Cabral, condenado na Lava Jato a 45 anos de prisão. Não há transparência nos gastos, como manda a lei: não foram disponibilizadas, por exemplo, prestações de contas de dez contratos de patrocínio realizados em 2016, que somaram quase R$ 9 milhões, envolvendo as empresas Open Brasil, Backstage Empreendimentos, CE Produções e Eventos, Infoglobo (responsável pelos jornais ‘O Globo e ‘Extra’), além da Fundação Roberto Marinho.

.

Em 2016, tempos de PT / PMB, o Senac promoveu um ciclo de palestras e, sem que houvesse licitação como manda a lei, contratou alguns privilegiados da Globo, como Merval Pereira, Cristiana Lobo, Samy Dana, Giuliana Morrone, entre outros, para darem palestras. Os jornalistas receberam quase R$ 3 milhões apenas para aquele evento. Quem mais lucrou com essas conferências foi Merval Pereira. Sua participação num colóquio chamado “Mapa do Comércio” valeu R$ 375 mil (cerca de R$ 25 mil por palestra) sem licitação.

Agora dá para entender o porquê do ódio que estes jornalistas externam depois da vitória de Bolsonaro: com certeza a mamata deles acabou. E caso o governo ainda corte as verbas publicitárias que jorravam no império dos Marinho, até suas permanências na Globo estão em perigo. Deve se notar que os recebimentos acima se deram através de suas microempresas.

Saiba mais sobre os desvios na administração de Orlando Diniz em as mamatas no Senac

JEB

735832
0 Comentários
Foto do usuário que comentou a matéria

Relacionadas