Logo do Jornal ODiário.com
Bahr Baridades
23/01/2019 - 11h51 - visualizações

O esfaqueador e seus defensores

Autor Bahr-Baridades
.

A investigação sobre o atentado sofrido pelo então candidato à presidência Jair Bolsonaro foi prorrogada a pedido da Polícia Federal, que junto com o Ministério Público Federal tenta descobrir quem financiou a defesa de Adélio Bispo de Oliveira, agressor confesso de Bolsonaro.

"No dia 21 de dezembro do ano passado, a polícia cumpriu dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, responsável pela defesa de Adélio Bispo. O objetivo da operação foi tentar identificar quem estaria financiando a defesa do autor do atentado".  (do G1 Globo)

Cá pra nós: o tal Adélio Bispo de Oliveira dificilmente agiu por conta própria. Quais interesses ele teria em matar Bolsonaro - que só escapou por muita sorte? Quem explica o rápido surgimento do advogado Zanone Junior, junto com mais três advogados, para a defesa do esfaqueador, um humilde pé-de-chinelo?

Tudo leva a crer que alguém ou algum grupo, político ou não, esteja por detrás desse atentado. E agora, com a investigação prorrogada a pedido da Polícia Federal (PF) - com o aval do Ministério Público Federal -, a gente espera que sejam descobertos o mandante e o financiador da defesa de Adélio Bispo de Oliveira, agressor confesso de Bolsonaro. Para o bem da verdade.

735843
0 Comentários
Foto do usuário que comentou a matéria

Relacionadas