Logo do Jornal ODiário.com
Dinizneto
26/02/2019 - 15h25 - visualizações

Opinião


Lixo, oportunidades perdidas

Autor Diniz Neto

O advogado Rogel Martins Barbosa, colunista do portal GMC On Line, escreveu artigo que vale a pena ser lido: "Resíduos: um triste retrato de uma grande oportunidade". 

Quando falamos em triste retrato é porque nos referimos à triste realidade brasileira. Olhando para o lixo vemos que ainda há muito a ser feito. Quando digo muito, é muito mesmo! E quando se tem muito a ser feito, significa que temos grandes oportunidades de negócios.

Segundo a Abrelpe – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, no Panorama 2018 o mercado de limpeza urbana no Brasil movimentou recursos correspondentes a R$28,5 bilhões, com variação positiva em todas as regiões brasileiras.

Importante: os serviços reduziram e a produção de lixo aumentou!
Ainda olhando para o Panorama, foi coletada em 2017 a quantidade de 71,6 milhões de toneladas de resíduos, revelando um índice de cobertura de coleta de 91,2%, ou seja, a quantia de 6,9 milhões de toneladas de resíduos não foi coleta. Estes 6.9 milhões de toneladas com certeza tiveram destino duvidoso, mas os outros 71,6 milhões de toneladas de lixo não necessariamente cumpriram o caminho legal de passarem por tratamento e somente depois de inertizados dispostos em aterros sanitários.
Aqui inclusive, ao arrepio da lei, está se criando a lenda de que enviar resíduo in natura para aterro sanitário cumpre a Política Nacional de Resíduos.

Acesse aqui e leia na íntegra.

749171