prêmio



Prêmio Educriação está com inscrições abertas

O Prêmio Educriação é uma iniciativa da concessionária de rodovias VIAPAR que elege as melhores ideias para a conscientização de segurança no trânsito, segundo os critérios criatividade, originalidade e fidelidade ao briefing. Um prêmio para universitários que cursam Comunicação – jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e afins – ou Marketing. Como o trânsito é um assunto que diretamente envolve a todos, a VIAPAR oferece uma oportunidade para que universitários desenvolvam campanhas criativas e, com isso, contribuam para o esforço de conscientizar a sociedade.

Há premiação para os três primeiros colocados. Um júri formado por pessoas da área da Comunicação e Marketing, representantes da agência de publicidade que atende a VIAPAR, representantes da concessionária e da Associação dos Profissionais em Propaganda (APP) Maringá irão avaliam as mídias outdoor, rádio, jornal e filme publicitário. A campanha é veiculada durante um ano e pode ser um diferencial para os futuros profissionais que terão no currículo um trabalho deste porte para uma grande empresa.

Se você tem uma boa ideia não perca tempo, ela pode ser a próxima produzida pela VIAPAR. Já estão abertas as inscrições para o 6º Educriação. Assim com em anos anteriores, além de receber premiação em dinheiro – o vencedor vai levar para casa o valor de R$ 1.600; o segundo colocado receberá R$ 1.100 e o terceiro R$ 700 – os melhores trabalhos, mais uma vez, vão ter a oportunidade de estampar uma campanha da empresa. As inscrições podem ser feitas até o dia 13 de maio.

Vencedores 2015

PRÊMIO. Estudantes da Faculdade Assis Gugacz, de Cascavel, venceram a edição do ano passado.

PRÊMIO. Estudantes da Faculdade Assis Gugacz, de Cascavel, venceram a edição do ano passado.

Já estão sendo veiculadas as peças publicitárias vencedoras do 5º Educriação. A ideia da campanha é dos alunos da Faculdade Assis Gurgacz (FAG), de Cascavel, Taciane Ávila, André Salles, Nelson Tavares, Gabrielli Hoffmann e Guilherme Hoffmann, ganhadores da última edição do concurso. Além de estampar a campanha publicitária da concessionária, eles repartiram o prêmio em dinheiro. “Sem sombra de dúvidas é um concurso que vem ganhando cada vez mais importância entre os universitários e academias, além de ser uma oportunidade dos estudantes já terem uma campanha no currículo”, destacou a coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda da FAG, Laila Rotter Schmidt, destacando que o Educriação já está inserido no calendário letivo da instituição.

A Lettera Propaganda e Marketing é a agência responsável pela produção dos trabalhos. “Nesta campanha a ideia foi trabalhar com o fator sorte, o qual não pode ser levado em consideração em uma rodovia. A campanha retrata uma ultrapassagem arriscada e entre dois veículos, os quais se envolvem em um acidente frontal com um caminhão. Em meio a essa grave colisão trabalhamos números estatísticos apresentados pela própria concessionária sobre acidentes”, contou a diretora de criação da agência, Moira Haddad. “Foram várias horas de gravação e mais de dez pessoas envolvidas”.

INSCRIÇÕES

Mais informações podem ser obtidas no site http://www.viapar.com.br/educriacao/ ou pelo telefone (44) 3033-6031.

Comente aqui


Notícias vão virar poemas

Imagem - AbreOs alunos participantes do Programa Educacional O Diário na Escola foram desafiados a criarem poesias a partir das notícias publicadas no jornal. Em sua primeira edição, o Concurso está movimentando os corredores das instituições de ensino. “Meus alunos já estão se preparando, a tarefa de casa do final de semana foi ler o Diário e escolher a notícia que mais se identificasse, para assim, começarmos as produções”, conta a professora da Escola Municipal Rocha Pombo, de Ourizona, Cícera Aparecida Tassoli.

A escritora maringaense, Angela Ramalho fala sobre a importância do Concurso. “É algo que vem ao encontro do que penso sobre a poesia hoje, ou seja, que ela não deve distanciar-se da realidade, da criticidade, da proposição de reflexões e mudanças. Através da poesia explora-se o real e o imaginário e ao lidar com essas diferentes percepções, os estudantes são levados a comparar e a contextualizar os fatos, levando-os a expressarem opiniões e a elaborarem novos conceitos.”

Em suas experiências, Angela tem trabalhado a poesia com estudantes nas bibliotecas públicas e conta que tem sido tarefa das mais gratificantes. “As obras devem ser apresentadas de forma criativa. Nas vezes em que produzimos poesias com as crianças, levamos até eles um poema de Sergio Capparelli “O buraco do tatu”, onde o bichinho cava buracos e através deles chega a várias cidades brasileiras. Desafiamos os alunos a continuarem o poema, trazendo o tatu para Maringá. Todos conseguiram realizar a atividade, e o melhor de tudo é que fizemos com que eles se descobrissem autores, exercitando novas linguagens, atuando no campo da descoberta, da invenção e da fantasia.”

A comissão julgadora do Concurso irá analisar a originalidade e criatividade do aluno, bem como aspectos relacionados à língua portuguesa (coerência, coesão e ortografia). Supervisores e coordenadores pedagógicos, fiquem atentos! Junto com o professor vocês devem selecionar no máximo três das melhores produções de cada turma, preencher os dados cadastrais e enviar para o Diário até o dia 10 de junho.

Os alunos autores das melhores poesias vão ganhar uma bicicleta novinha! E para os educadores que orientarem os estudantes vencedores, terá premiação também. Participem!

1 Comentário


Concurso vai premiar escola com 10 mil reais

O Prêmio Parceiros na Educação é realizado pela Faculdade América do Sul, juntamente com o Instituto Cidade Canção e o Instituto Paranaense de Ensino.

A temática do Prêmio este ano é sustentabilidade. O objetivo é integrar a escola e transformar ideias em ações. Assim, a escola é convidada a propor um projeto que a transforme em um lugar mais sustentável.

O aluno ganhador recebe uma bolsa integral de graduação da Faculdade América do Sul,o professor, uma bolsa integral de pós-graduação do Instituto Paranaense de Ensino e a escola ganha 10 mil reais para a efetiva execução do projeto.

As inscrições vão até cinco de Dezembro. Poderão participar alunos do 3º ano do ensino médio de escolas públicas de Maringá e região, e também alunos de cursos técnicos e Ceebja.

O lançamento do Prêmio será dia 23/10 às 19h na Faculdade América do Sul.

Para maiores informações acesse: www.americadosul.edu.br ou entre em contato pelo telefone: (44) 3031-0002.

1 Comentário


Instituto Ecofuturo promove Prêmio de educação para sustentabilidade

O Instituto Ecofuturo é uma organização não-governamental que acredita que saber ler, escrever e argumentar com competência é essencial para acessar os conhecimentos necessários para promover a sustentabilidade de todas as vidas.

No dia Mundial do Meio Ambiente, o Instituto Ecofuturo reuniu parceiros e apoiadores para apresentar a proposta do 3º Prêmio Ecofuturo de Educação para a Sustentabilidade, que conta com a chancela do Ministério do Meio Ambiente, e será lançado oficialmente em 20 de junho.

O tema do Prêmio este ano é Rio+20: E eu com isso?, num objetivo de fazer com que a partir da leitura, diálogo e escrita entre professores e alunos, a sustentabilidade seja compreendida. A realização é 100% via internet e aberta aos educadores sociais e professores de todas as disciplinas e níveis de educação, da básica à universidade, de instituições públicas e também privadas. Serão premiadas as 10 melhores ideias em educação para sustentabilidade executável no cotidiano da escola e da comunidade.

O Prêmio incitará os professores a escreverem uma narrativa em primeira pessoa contando onde estavam, o que faziam e como eram suas vidas, as vidas de seus alunos e da comunidade em 1992, quando acontecia a ECO 92. Depois devem refletir sobre o que mudou de lá para cá, ano da Rio+20, e compartilhar seus pensamentos sobre o que ainda pode melhorar em sua região e qual é a forma de envolver alunos e comunidade para realizá-los em uma prática de ensino-aprendizado sobre sustentabilidade.

As inscrições estarão abertas a partir de 20 de junho e vão até o mês de setembro, o resultado será divulgado em dezembro deste ano. Os vencedores receberão um prêmio de R$ 5 mil e uma coleção de livros de literatura. As instituições em que os educadores vencedores lecionam também recebem a coleção.

O Instituto Ecofuturo disponibilizará aos educadores o site do projeto, publicações de referência que inspiram a refletir e dialogar sobre o tema, roteiro e orientação para os assuntos de conversa e para o projeto, acervo de literatura comentado e comunicação com a organização por meio de e-mail mkt, Blog, Facebook e Twitter.

 

Fonte: Assessoria ECOFUTURO (http://www.ecofuturo.org.br/premio/blog)

Comente aqui


Prêmio valoriza projetos exemplares de Arte

Por meio do trabalho com a arte é possível desenvolver a imaginação, o raciocínio, a percepção, faculdades ligadas diretamente à aprendizagem. Para Mirca Bonano, o trabalho com arte não é recente, desde 1986 ela utiliza o ensino para transformar consciências e realidades. A graduação em Artes Visuais se deu pela curiosidade e desejo de entender a produção artística contemporânea. Desde 2006 Mirca está à frente de projetos de formação continuada para professores do Instituto Arte na Escola (IAE), que trabalha em parceria com 50 universidades brasileiras espalhadas por 24 Estados e coordena, em 2011, a 12ª edição do Prêmio “Arte na Escola” (PAEC).

A fim de aumentar o repertório de arte do professor da educação básica, e em seguida compartilhar boas ideias com a classe educadora, o prêmio é dividido em cinco categorias: Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em 2010 foram 587 inscritos, a meta para 2011 é de aumentar em cinco e 10% a quantidade de professores envolvidos. A premiação é de sete mil reais para o educador vencedor de cada categoria; para a escola, um computador, uma máquina digital, troféu e certificado.

 

 

O Diário na Escola >>> Qual é a situação atual do ensino da arte no Brasil?

Mirca Bonano>> Segundo os dados do Censo dos Profissionais do Magistério da Educação Básica de 2003 são mais de 88 mil professores de Arte em todo o Brasil. Segundo os resultados do último senso, este número chega hoje a 95 mil. A comparação mostra que o crescimento no número de professores ministrando Arte em oito anos foi de apenas 7,3% ou menos de 1% ao ano. Isso revela a falta de interesse na formação de profissionais nesta área, inibindo assim as chances de crescimento da mesma.

Continue lendo

Comente aqui


Iniciativa de Educomunicação é premiada no Expocom

Os profissionais da comunicação dentro do espaço educativo têm realizado grandes iniciativas a fim de melhorar o processo de aprendizagem e de emancipação humana. Os resultados são sempre maravilhosos, como já foi, muitas vezes, pauta do Diário na Escola.

Acadêmicos de jornalismo de Maringá se uniram ao corpo docente e a diretoria do Colégio Estadual Olavo Bilac, de Sarandi, e mobilizaram os alunos do Ensino Médio em torno de temas como cidadania, meio ambiente, ética, respeito etc. Produziram a Gazeta do Estudante, vencedor do Congresso de Ciências da Comunicação da Região Sul ( Intercom Sul ), na categoria jornal avulso.

Agora o trabalho de Wilians Zanchim vai concorrer ao prêmio nacional no XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, que em 2011 acontece na Universidade Católica de Pernambuco, de dois a seis de setembro, em Recife.

Comente aqui