Logo do Jornal ODiário.com
Sem Categoria-60
09/10/2012 - 22h59 - visualizações

Dia das crianças

Autor Fernanda Rossi

.


O dia das crianças esta chegando e com ele todas as ofertas de compras aumentam estrondosamente, a mídia parece falar somente disto, todas as lojas preparam suas vitrines focando neste assunto. E como para os pais filhos são eternas crianças muitos presentem os seus mesmo com mais de 40 anos, ou seja, o comércio ama esta data. O mesmo ocorre no dia das mães, dos pais, da mulher, do agora dia dos homens, dos namorados, páscoa e principalmente no Natal. São tantas datas a se comemorar e em todas elas o foco é o consumo. E quem não gosta de ganhar presente? Quem não pode dá-lo se sente inadequado, inferior e o mesmo com quem não o recebe.


Isto é uma construção cultural. Ao longo da história esse conceito se constituiu e hoje pensar em uma data festiva automaticamente se relaciona com o que vou levar, que presente vou dar. Parece uma indelicadeza não o fazer. Bem, pelo olhar da educação pode ser mesmo. Porem qual é o foco maior?


O dia de tal comemoração seja ele dia da criança até o Natal  tem uma razão de ser, geralmente se relaciona a um fato histórico que de tanta importância merece ser lembrado e comemorado. Entretanto, ao longo dos anos o fato foi esquecido, desconsiderado ou ficou em segundo (quando não muito abaixo disso) e o que brilha é o presente, o consumo.


Com esta reflexão não digo que o presentear seja errado, ao contrátrio, também é uma demonstração de carinho, de afeto. Contudo, qual é a prioridade? O foco maior é lembrado? Ao longo dos outros dias do ano a valorização desta pessoa (filho, mãe, pai e etc) acontece?


Será que mais que um presente no dia das crianças seu filho não espera estar com você? Poder ter um dia todo dedicado a ele, a brincadeiras e  com vivências em família? Infelizmente, nem sempre é assim, muitos pensam: afinal de contas é feriado e como é bom poder descansar, já dei  presente mesmo não precisa de mais nada!


Com isto a cultura do consumo permanece e o indivíduo fica em segundo plano. Não esta na hora de repensarmos isto?


PS: Segue abaixo a razão histórica para esta data:


Segundo o Wikipedia a ONU (Organização das Nações Unidas) criou o Dia Universal das Crianças como comemoração a aprovação da Declaração dos Direitos das Crianças. A data estipulada é dia 20 de novembro, mas cada país comemora numa data diferente (uma pergunta que não me sai da cabeça é o por que disto e o quanto, com isto, o fato histórico e merecido de comemoração se perde ainda mais!!!)


No Brasil o dia das crianças foi criado na década de 1920 pelo deputado federal Galdino do Valle Filho. Os deputados aprovaram e o dia 12 de outubro foi oficializado como Dia da Criança pelo presidente Arthur Bernardes, por meio do decreto nº 4867, de 5 de novembro de 1924.


Mas somente em 1960, quando a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção conjunta com a Johnson & Johnson para lançar a "Semana do Bebê Robusto" e aumentar suas vendas, é que a data passou a ser comemorada. A estratégia deu certo, pois desde então o dia das Crianças é comemorado com muitos presentes.


Logo depois, outras empresas decidiram criar a Semana da Criança, para aumentar as vendas. No ano seguinte, os fabricantes de brinquedos decidiram escolher um único dia para a promoção e fizeram ressurgir o antigo decreto. A partir daí, o dia 12 de outubro se tornou uma data importante para o setor de brinquedos no Brasil.

537369
0 Comentários
Foto do usuário que comentou a matéria

Relacionadas