Logo do Jornal ODiário.com
Sem Categoria-85
27/01/2019 - 09h00 - visualizações

Outra barragem pode estourar; Vale toca sirene e evacua região

Autor fernandonande
.
O presidente Jair Bolsonaro neste sábado, na região de Brumadinho: perigo em outra barragem

Menos de 24 horas depois da tragédia na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte (MG), contados já 40 mortos, dos quais 8 identificados, a companhia Vale voltou a acionar as sirenes de alerta. Elas foram acionadas por volta das 5h30 da manhã de hoje (27). Os moradores que estavam na área foram retirados do local.

Em comunicado, a Vale informou que foi detectado aumento dos níveis da água na região.

“A Vale informa que, por volta das 5h30 deste domingo, acionou as sirenes de alerta na região da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), ao detectar aumento dos níveis de água nos instrumentos que monitoram a barragem VI.”

De acordo com a empresa, a barragem faz parte do complexo de Brumadinho. As autoridades foram avisadas e os moradores retirados do local.

“Como medida preventiva, a comunidade da região está sendo deslocada para os pontos de encontro determinados previamente pelo Plano de Emergência.”

Segundo a empresa, o monitoramento será mantido. “A Vale continuará monitorando a situação, juntamente com a Defesa Civil. Novas informações a qualquer momento.” (A. Brasil)

*******************************************************

Inevitável
Se todas as condições de uma tragédia estão reunidas num local, certamente ela vai acontecer. Agora precisamos identificar os responsáveis irresponsáveis e colocá-los na cadeia.

Lula sem moleza
O condenado Lula não pode mais receber visitas de Fernando Haddad, em qualquer dia da semana, nem mais receber visitas de lideres religiosos toda tarde de segunda-feira, em sua cela especial na sede da Polícia Federal, em Curitiba. A juíza federal Carolina Lebbos Moura acabou com a moleza do detento na cadeia, terá o mesmo tratamento dos outros presos.

O general está morto
Um exército derrotado, mesmo composto por idiotas, deve saber a hora de baixar as armas. Acabou militontos, o general de "alma honesta" está morto.

Alma honesta
Só quem puxou um cabo de enxada
Dia após dia, Sol após Sol
Sabe o que é ter uma alma honesta.

Colônia terceirizada
Escrevo agora sobre o desastre do Brasil Colônia com as capitanias. O governo português terceirizou a bagaça, mas os donatários queriam lucro fácil, a maioria achou pouco ouro e quase nada investiu. Algo muito semelhante a algumas empresas que ganham concessões do governo em nossos dias, tiram tudo que podem e nada investem. 500 anos de esculhambação.

Pobreza Alguns restaurantes de Curitiba capricham nos seus pratos, mas falham feio no azeite de oliva que não é de oliva, só a latinha é, o conteúdo é um óleo vagabundo qualquer. Ketchup e mostarda são as das piores possíveis, sempre em ótima embalagem de uma boa marca, um sei lá o quê com muito corante. Tipo da economia besta, pois quem conhece não volta mais.


Velocidade da luz Professora - Dê exemplo de coisa que viaja na velocidade da luz... Joãozinho - Notícia de morte de gente famosa no FB, fessôra... Professora - Outro exemplo... Joãozinho - Amante fugindo de corno bravo!


Desta para melhor


Num tempo que já vai distante E de fingido respeito Chamava-se "passamento" A morte de algum sujeito E nas rádios, depois da Hora do Angelus Debulhavam-se lágrimas E votos de pesar à família enlutada Pelo branco e maquiado defunto Que tinha passado desta para melhor E que agora estava em câmara ardente No próprio e derradeiro velório


Enquanto as beatas na sala fofocavam: "O desgraçado deu adeus ao mundo!"


O padre arrematava: "Entregou a alma a Deus"


A viúva em suspiros já tinha saudades: "Apagou a vela de vez!"


Os bêbados, que nem conheciam o morto, diziam em coro: "Foi para o beleléu" "Bateu as botas" "Foi para a cidade dos pés juntos" "Esticou as canelas" "Foi comer capim pela raiz" "Empacotou" "Vestiu o pijama de madeira" "Foi para o além" "Virou presunto!"


A sogra comemorava: "Foi bom, parou de sofrer, já estava na hora extra!"


E num canto, um chifrudo do defunto, com despeito, em rogo praguejava: "Bem feito, entregou a alma pro diabo!".


.


 

Meu abraço
Abraço, abracinho, abração
Abraço de amigo, apertado, de urso
Meu abraço vem do coração!

 

PATIENTIA, FRATRES!

735455
0 Comentários
Foto do usuário que comentou a matéria

Relacionadas