Logo do Jornal ODiário.com
Sem Categoria-93
09/12/2013 - 09h41 - visualizações

O estado policial do PT

Autor José Pedriali

"Assassinato de reputações", livro que o delegado e ex-secretário nacional de Justiça Romeu Tuma Junior lançará esta semana pela Topbooks, documenta que vivemos em um estado policial: o PT utiliza a gigantesca a poderosa estrutura de governo para perseguir e difamar seus adversários.

Os exemplos são abundantes. Os vazamentos seletivos da investigação sobre o cartel de trens e metrô de São Paulo é o mais recente.Fazendo uma rápida remissão, chegamos ao "banco de dados" (na expressão de Dilma, que a Casa Civil, então sob seu comando, preparou contra a ex-primeira-dama Ruth Cardoso; a quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo, que acusou o então ministro Antonio Palocci de frequentar uma casa mais que suspeita em Brasília; e de José Serra e sua esposa; etc, etc, etc.A isso poderíamos acrescentar a CPI do Cachoeira, montada a mando do governo para assassinar a reputação de Marcondes Perrillo e ameaçar ministros do STF e jornalistas durante o julgamento do mensalão.

Romeu Tuma está magoado como PT. Foi demitido sob acusação - jamais comprovada - de conluio com criminosos. Ele se diz vítima dessa máquina de matar reputações. Máquina que o partido pretendia que ele utilizasse quando funcionário do governo. Sua recusa custou-se o cargo e a honra.

Por mais magoado que possa estar, não seria capaz de detalhar acusações tão graves como as que faz no livro, do qual a Veja que está nas bancas pinçou alguns tópicos.

Tuma se limitou a apresentar o sótão do poder - os órgãos de Estado que o PT utiliza a seu serviço. Faltou descer aos porões - tema ainda inédito -, que difunde o lixo produzido no andar de cima. São os blogues e publicações financiadas (regiamente) por bancos e empresas estatais e centrais sindicais mancomunadas com o PT e que alimentam a formidável contingente "ativistas virtuais" da internet. A esse submundo denomino Pestapo - Patrulha Especial de Truculência Aos que Protestam contra a OniPoTência.

Tema desafiador.

645652
0 Comentários
Foto do usuário que comentou a matéria

Relacionadas