Logo do Jornal ODiário.com
Sem Categoria-93
25/01/2019 - 16h33 - visualizações

Fanatismo, ignorância e o vexame dos bolsonáticos

Autor José Pedriali

.

A diferença de dois títulos das edições brasileira e espanhola do jornal El País de quarta-feira sobre o desempenho de Bolsonaro em Davos jogou lenha na fogueira do ódio dos bolsonáticos – bolsonaristas fanáticos – à imprensa livre.

“A mesma pauta, a mesma jornalista, o mesmo jornal. Na edição espanhola, Bolsonaro empolga. Na edição brasileira, Bolsonaro decepciona. Quem não me decepciona mais é o jornalismo." Este é um dos comentários dos bolsonáticos em suas redes cada vez mais antissociais.

O título da edição espanhola diz: “Bolsonaro anima a los ejecutivos de Davos a invertir en el nuevo Brasil”.

O da brasileira é: “O breve discurso de Bolsonaro decepciona em Davos”.

O texto das duas reportagens, assinadas por Alízia González, é o mesmo, e abre apontando a frustração da plateia com o discurso curto e raso do presidente brasileiro, que fez sua estreia mundial na cidade suíça.

O primeiro parágrafo em português: “Havia expectativa no Fórum Econômico Mundial quanto à estreia de Jair Bolsonaro no cenário internacional, em sua primeira viagem desde a posse como presidente, no último dia 1º. E, se o que os investidores esperavam de seu discurso era algum detalhe sobre as prometidas reformas, a decepção foi inevitável. Bolsonaro estimulou os investidores a apostarem num novo Brasil livre de corrupção e se comprometeu com a abertura comercial e econômica da maior economia latino-americana.” (O grifo é nosso)

O primeiro parágrafo em espanhol: “Había expectación en el Foro Económico Mundial por asistir al estreno de Jair Bolsonaro en su primer viaje internacional desde que fue investido presidente el pasado 1 de enero y si lo que esperaban los inversores de su intervención era alguna concreción en sus prometidas reformas, la decepción ha sido inevitable. Bolsonaro ha animado a los inversores a apostar por el nuevo Brasil libre de corrupción y se ha comprometido con la apertura comercial y económica de la primera economía latinoamericana.” (O grifo é nosso)

Os bolsonáticos não leram a reportagem. Detiveram-se apenas no título – o que para eles bastou como prova inequívoca da má-fé da imprensa brasileira.

A reação dos bolsonáticos foi desproporcional (e injusta) ao fato, pois interpretaram que a edição brasileira, influenciada pela mídia local, “esquerdopata”, puxou para baixo o desempenho do Mito, enquanto a espanhola, livre do ranço da “extrema-imprensa” tupiniquim, o elevou aos céus. OK, o enfoque foi diferente nas duas edições, mas o da espanhola não diz que o discurso de Bolsonaro entusiasmou os empresários, e sim que os estimulou (ha animado) a investirem no Brasil. “Animar” em espanhol significa “incentivar” ou “estimular” em português!

Se a manchete espanhola fosse como a interpretaram os bolsonáticos, seria: "Discurso de Bolsonaro alienta a ejecutivos a invertir en el nuevo Brasil". (Discurso de Bolsonaro anima executivos a investir no no Brasil".

Moral da história: a combinação de fanatismo com ignorância resulta em vexame.

736169
0 Comentários
Foto do usuário que comentou a matéria

Relacionadas