Logo do Jornal ODiário.com
Zeotavio
12/03/2019 - 00h08 - visualizações

Pedro Ramos assume a Secretaria de Defesa Social de Londrina

Autor Zé Otavio

coletiva-defesa-social-VP


O oficial da reserva da Polícia Militar, que estava na CMTU, foi nomeado para a função; prefeito Marcelo também anunciou R$ 1 milhão para a Guarda Municipal

coletiva-defesa-social-V3O prefeito Marcelo Belinati anunciou nesta segunda-feira (11), em entrevista coletiva na Prefeitura de Londrina, o nome do novo secretário municipal de Defesa Social. Quem assume a pasta é Pedro Ramos, tenente-coronel da reserva da Polícia Militar do Paraná (PMPR), que ocupará o lugar do ex-secretário Evaristo Kuceki. Ramos tem vasta experiência de segurança e vinha exercendo, desde maio de 2018, o cargo de diretor de Trânsito da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina (CMTU).

De acordo com Marcelo, o secretário terá autonomia para organizar sua equipe, dando continuidade aos programas que vem gerando bons resultados e trabalhando para aprimorá-los e ampliá-los. “O foco da Guarda Municipal é a segurança dos cidadãos, com a fiscalização, patrulhamento e atenção a prédios públicos como escolas, unidades de saúde, locais de grande movimento e outros espaços utilizados pela população. Além disso, trabalhos eficientes devem prosseguir, como as ações de cumprimento da Lei Maria da Penha e da Lei Seca, que já diminuiu significativamente aglomerações com balbúrdia em vários pontos de Londrina”, disse.
No momento da assinatura do decreto de nomeação do novo secretário, o prefeito ainda divulgou o aporte financeiro de R$ 1 milhão que será repassado à Defesa Social para a aquisição de equipamentos e aprimoramento de serviços da Guarda Municipal (GM).

O recurso faz parte de um conjunto de medidas que vem sendo adotadas para promover a reestruturação da GM. Está em licitação um plano de segurança para a instalação de câmeras de monitoramento em locais mais vulneráveis a roubos, depredação e vandalismo. “A empresa contratada fará um mapeamento para que sejam instaladas câmeras e sensores para inibir atos criminosos, dando mais eficácia à GM e segurança aos munícipes. Temos o papel de valorizar e dar condições concretas para que a corporação possa cuidar da segurança dos nossos cidadãos, que são o maior patrimônio da cidade”, destacou o prefeito.

As ações em torno da segurança pública ainda incluem a troca da iluminação da cidade por luzes de LED em avenidas, UBSs, escolas públicas e particulares. Também está em licitação um plano de erradicação de árvores que irá colaborar neste processo.

O novo secretário de Defesa Social, Pedro Ramos, disse que todo o planejamento que está em curso irá trazer mais eficiência nas ações e serviços prestados pela GM. Ele adiantou que serão verificados quais pontos problemáticos precisam ser corrigidos e adaptados e procurar soluções práticas que atendam as demandas da população.

Nesse sentido, Ramos frisou que o recurso de 1 milhão será de grande valia. Sua aplicação está sendo estudada, mas a verba pode ser investida em equipamentos de segurança e novos veículos, por exemplo. “Recebemos, recentemente, nove viaturas, mas se tivermos um reforço nessa área podemos melhorar a área de abrangência. Com relação às câmeras, a gestão eficiente dessa tecnologia adquirida será o foco, bem como o uso do elemento humano de maneira racional para otimizar a proteção aos bens públicos. As viaturas estarão nas ruas, com rondas e acompanhamento nos entornos destes espaços”, apontou.

O secretário também expôs que a parceria com a Polícia Militar, já existente com a Guarda Municipal, deve sempre ser intensificada. Segundo ele, em sua experiência na área de trânsito com a CMTU, essa integração colaborou para reduzir o número de acidentes em Londrina, bem como a quantidade de vítimas e mortes decorrentes destas situações. “Bons projetos em andamento na CMTU, como o Sinalizar para Educar e o Agente de Trânsito Mirim, vem crescendo, e também há hoje uma qualidade maior no trabalho de sinalização viária, em blitz e outros serviços. Sabemos que na área da segurança, as operações envolvendo GM e PM, com ajuda mútua, também trazem resultados mais eficientes”, concluiu.

O cargo de diretor de Trânsito da CMTU, antes exercido por Ramos, será acumulado provisoriamente pelo presidente do órgão, Marcelo Cortez.

coletiva-defesa-social-V2O secretário - Pedro Ramos tem 54 anos, sendo 35 dos quais dedicados com atuação em diversas áreas da Polícia Militar. É formado em Educação Física e Direito pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), tem pós-graduação em Direito e Processo Civil, além de Formulação e Gestão de Políticas Públicas pela mesma instituição.

Foi comandante e subcomandante da 2ª Companhia de Polícia Militar Rodoviária em Londrina entre 2007 e 2010. Passou por todas as graduações e postos da corporação, de soldado a tenente-coronel, com longa experiência na atividade administrativa e operacional, encerrando a carreira no 2º Comando Regional de Londrina.

 Texto: NCOM e Fotos: Vivian Honorato

751138
0 Comentários
Foto do usuário que comentou a matéria

Relacionadas