Logo do Jornal ODiário.com
Zeotavio
06/06/2019 - 00h44 - visualizações

“Bota Fora” retirou mais de 300 caminhões de lixo irregular das ruas de Londrina

Autor Zé Otavio

Nesta quarta-feira (5), data em que é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) chegou à marca de 307 caminhões de lixo removidos das áreas de descarte irregular desde que a Prefeitura de Londrina lançou,  em maio, o programa “Bota Fora, jogue limpo com sua cidade”.

A iniciativa alia a recuperação das áreas de despejo clandestino à realização de mutirões de limpeza.  Nos próximos dias, a Companhia vai trabalhar um calendário para que os moradores de determinada localidade coloquem os materiais inservíveis na rua para recolhimento.

Localizada no jardim Tókio, região oeste, a rua Silvio Bussadori foi a que mais teve detritos retirados: 27 caminhões. Em seguida vem o jardim São Jorge, com 17; a rua Francisco de Assis Fernandes Ruiz, no conjunto Luiz de Sá, com 14; e o bairro Primavera,  com 12. Os três pontos ficam na zona norte, área do município que concentra a maior parte dos locais de descarte ilegal.

Outros endereços atendidos foram a rua Madre Tereza de Calcutá e as avenidas Salto Triplo e Vinícius de Moraes, na região dos jardins Colúmbia e Olímpico, localizados na face oeste da cidade. Nestas localidades, o trabalho resultou na retirada de 28 caminhões de lixo.

A ação contemplou também o final da Jorge Casoni; o Centro Social Urbano (CSU) da Vila Portuguesa e as laterais do campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), na avenida dos Pioneiros. Completam a lista dos logradouros recuperados o jardim Novo Horizonte; a mata Ângelo Cretã, no conjunto Maria Cecília; a antiga estrada Armarinho Paulista e as ruas Sorocaba e Gessi Eugênio da Silva.

A manutenção dos Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) dos jardins Nova Conquista e Vista Bela somou 106 caminhões. Já a realização de coletas diversas, somada ao recolhimento de mato e galhos de árvores, rendeu outros 38 veículos lotados.

Foto: CMTU

Limpeza pesada – Para se ter uma ideia do volume de detritos retirado das ruas, cada caminhão basculante tem capacidade para transportar até 10 m³. Assim, estima-se que o programa “Bota Fora” tenha coletado pelo menos 3.070 m³ de resíduos em toda a cidade desde que entrou em vigor. O montante representa cerca de 24.560 carriolas de pedreiro cheias de lixo a menos nas vias.

Fiscalização – Segundo o Código de Posturas do Município, Lei n° 11.468/2011, despejar resíduos em áreas públicas e privadas em Londrina pode render multa de até R$ 3 mil. Se o caso for enquadrado como crime pelas autoridades ambientais competentes, a autuação pode chegar à casa dos R$ 50 milhões.

Para fechar o cerco contra a prática, a CMTU realiza diariamente ações de fiscalização em diversos pontos do município. Recentemente, as atividades ganharam reforço com a adoção de um drone para o patrulhamento aéreo das áreas.

Além disso, em todos os espaços percorridos pelas ações de limpeza o serviço é acompanhado da instalação de placas informativas, que alertam sobre a proibição do descarte. Denúncias de irregularidades podem ser registradas na CMTU pelo telefone 3379-7900. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Informações do NCOM

763723
0 Comentários
Foto do usuário que comentou a matéria

Relacionadas